QUEM SOMOS

0
909

TAMCES – TRIBUNAL ARBITRAL DE MEDIAÇÃO E CONCILIAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO é uma organização, de direito privado e com fins lucrativos, criada com base na Lei 9307/1996 denominada de Lei de Arbitragem. Tem sua Sede na Cidade de Vitória-ES – EMAIL: tribunal.tamces@gmail.com – Fone: (27) 99995-5538 / (27) 3223-7679 .

Histórico:

O TAMCES – TRIBUNAL ARBITRAL DE MEDIAÇÃO E CONCILIAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO, fundado oficialmente em 2007, porém, desde 2002, o seu diretor presidente Dr. RICARDO MORAES DE RESENDE, vêm se dedicando ao estudo dos institutos da Mediação Conciliação e Arbitragem, através de um criterioso e profundo trabalho de planejamento e estruturação, objetivando servir como um novo foro de justiça, para pessoas físicas e jurídicas.

Objetivos:

  • Desenvolver a prática da Mediação, Conciliação e Arbitragem.
  • Prestação de Serviços à Justiça Arbitral.
  • Promover, nos meios sociais, a moderna cultura da Mediação e Arbitragem.
  • Defender a Justiça Social e o Estado de Direito.
  • Assinar convênios com entidades do setor público direto e indireto, visando estimular, promover , aprimorar no âmbito das administrações politicas , soluções de controvérsias dos conflitos e meios alternativos.
  • Assinar convênios com entidades de setores privados visando garantir serviços úteis à esta entidade e à toda população, em âmbito nacional e internacional.
  • Promover cursos de capacitação online, presenciais e à distância, para Juízes Arbitrais e Mediadores, em conformidade com a Lei Federal nº 9.307, de 23 de Setembro de 1996.
  • Manter um cadastro de mediadores e árbitros, das mais diversas especialidades, comprometidos com os valores morais e éticos exigidos pela Organização, dando-lhes permanente formação e treinamento.
  • Ministrar cursos extracurriculares de aperfeiçoamento ao conhecimento com enfoque a novas tecnologias e jurídicos, online, semipresencial e à distância.
  • Fazer a defesa em juízo dos interesses coletivos e individuais do Tribunal Arbitral TAMCES.

”Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união”.

Artigo anteriorResponsabilidade civil por dano processual no procedimento arbitral
Próximo artigoNOSSO OBJETIVO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here